Tags

Azevedo Lima: mais agilidade na correção de fraturas de fêmur

20 de janeiro de 2022

 Cerca de 200 cirurgias por fratura da região do quadril são realizadas anualmente pelas equipes de ortopedia do Hospital Estadual Azevedo Lima. Segundo a  Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é um critério de desenvolvimento socioeconômico que o tempo entre a internação de um paciente idoso e a realização da cirurgia seja de até 48 horas. Nos países membros da OCDE, a média é de 80% dos casos operados neste intervalo de tempo. Isso porque, segundo a literatura médica, a agilidade na realização desta cirurgia está diretamente relacionada à chance de sobrevida deste paciente. Esta foi exatamente a realidade do Azevedo Lima ao longo do ano de 2021, que chegou a realizar 93% destas cirurgias nas primeiras 48 horas nos últimos dois meses.

Segundo a Sociedade Brasileira de Ortopedia, 90% deste tipo de fratura ocorre em pessoas idosas e, segundo o IBGE, Niterói é o município com o maior percentual de idosos do estado do Rio de Janeiro, chegando a 20% da população local. “Diante desta realidade, somos o principal destino para os idosos que fraturam o quadril no município e precisamos estar preparados”, afirma o diretor técnico do Azevedo Lima, Dr. Marcus Vinicius Dias. A boa performance apresentada pelo Hospital deve-se, segundo o diretor técnico, à capacidade das equipes, à disponibilidade dos materiais e à estrutura da unidade. “Temos hoje um índice similar ao de países bem desenvolvidos como Canadá e Suécia e isso, sem dúvidas, é graças à capacidade e motivação das equipes da ortopedia, clínica e anestesia, que entendem a importância da agilidade neste tipo de cirurgia para o bem-estar e qualidade de vida dos pacientes”, finaliza.

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito