Tags

Controle de Infecção Hospitalar do Azevedo Lima: Lutando contra o invisível

20 de abril de 2017

CONHECENDO O AZEVEDO
Periodicamente, trazemos uma matéria sobre o gigante Hospital Estadual Azevedo Lima, unidade gerida pelo ISG em Niterói que oferece ampla gama de serviços, única emergência pública estadual em funcionamento no município. O Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) é o destaque desta semana. Confira:
Com uma equipe composta por nove profissionais, incluindo infectologistas, enfermeiras, bióloga, técnicas de enfermagem, auxiliar administrativa e técnica de laboratório, o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do Azevedo Lima realiza um importante trabalho dentro da unidade.  Junto ao CCIH – membros consultores do Programa de Controle de Infecção Hospitalar composto por coordenadores das áreas assistenciais, além da diretoria -, o setor contribui para a redução das taxas de infecção visando a qualidade do serviço que prestamos e constrói um ambiente seguro tanto para nossos pacientes quanto para os colaboradores. 
Segundo a Enfermeira Flávia Garrido, Supervisora do SCIH, a conscientização dos profissionais é muito importante. “Alguns procedimentos devem ser permanentemente realizados pelos que atuam nas áreas assistenciais”. Ela lista algumas simples porém importantes medidas conhecidas por todos os profissionais de saúde, mas que devem ser sempre lembradas:  
•        Realizar a correta higienização das mãos, atentando para a técnica adequada. 
•        Usar adequadamente a vestimenta hospitalar (jaleco e pijama), evitando utilizá-la no refeitório e fora da unidade. 
•        Manter unhas curtas e limpas.
•        Não utilizar adornos, como anéis e pulseiras.
•        Não utilizar esmaltes em alto relevo ou descascando.
Flávia explica que a higienização das mãos é uma das medidas mais eficazes para evitar a infecção hospitalar. “O uso das luvas não a substitui”, alerta. Bastam 20 segundos de higienização com álcool gel, nos momentos certos, para reduzir o risco de transmissão de doenças dentro do ambiente hospitalar. 
O SCIH se reporta diretamente à direção do Azevedo Lima e participa de todos os processos assistenciais do hospital. Detecta casos de infecção hospitalar, seguindo critérios de diagnósticos previamente estabelecidos; conhece as principais infecções hospitalares no serviço e defini se a ocorrência destes episódios está dentro de parâmetros aceitáveis; elabora normas de padronização para que os procedimentos realizados na instituição sigam uma técnica asséptica, diminuindo o risco do usuário adquirir infecção; colabora com o treinamento de todos os profissionais da saúde no que se refere à prevenção e controle das infecções hospitalares; realiza controle da prescrição de antibióticos, evitando o uso descontrolado; recomenda as medidas de precauções e notificações (por meio do envio diário do mapa de precaução e isolamento de pacientes com suspeita ou confirmados de serem colonizados por bactéria multirresistente ou ou determinadas doenças transmissíveis); oferece apoio técnico à administração hospitalar para a aquisição correta de materiais e equipamentos e para o planejamento adequado da área física das unidades de saúde.
O SCIH faz ainda uma avaliação diária dos pacientes internados no CTI adulto e na UTI neonatal. Como estes pacientes geralmente fazem uso de procedimentos invasivos, correm maior risco de  serem colonizados por bactérias multirresistentes que causam as infecções hospitalares. Com base nestas avaliações, são tabuladas as taxas de infecções e desenvolvidos relatórios.  Posteriormente, são notificados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  os indicadores da UTI adulto , da UTI Neonatal, Monitoramento da multirresistência microbiana e Infecção de Sítio Cirúrgico (relacionadas às cesarianas e cirurgias para implantação de prótese de quadril).

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte