Tags

Cuidados Paliativos: Conforto e dignidade

29 de março de 2019

Por Olenka Lasenvitch

Mesmoquando o paciente do Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, é portador deuma doença grave, progressiva e incurável, ele e seus familiares também contamcom um processo especial de atendimento. Trata-se dos cuidados paliativos,quando o foco terapêutico se concentra em oferecer conforto e dignidade aopaciente no irreversível processo de fim de vida. O Azevedo Lima, bem como oHospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia, são unidades geridas pelo ISGque dispõem de comissões de cuidados paliativos.

Acomissão do Azevedo Lima é composta por uma equipe multidisciplinar, foiimplantada em outubro de 2018 e já atendeu 16 pacientes e suas famílias. Parase inserir no programa, é preciso que haja um consenso entre a equipemultidisciplinar da comissão e que os familiares aceitem participar. Quandoisso acontece, o paciente recebe uma pulseira lilás e um carimbo da comissão nacapa do prontuário, onde todos os profissionais podem identificá-lo.  Esse paciente é acompanhado pela Comissão pormeio de uma visita paliativa diária, garantindo que ele esteja em conforto,mesmo que não esteja consciente. São verificados aspectos como a pele, respiração,posicionamento adequado no leito, sinais de dor e aspectos nutricionais.

Ocuidado clínico ao paciente inserido no programa de cuidados paliativos éfocado na garantia, sobretudo, do seu conforto e não mais na busca pela curapara uma doença sabidamente irreversível, o que poderia causar mais dor edesconforto desnecessários. Os familiares também são acolhidos epermanentemente esclarecidos sobre a situação do paciente durante asconferências familiares com a comissão de cuidados paliativos. Além disso,dispõem de um horário de visitas flexibilizado e do apoio da Comissão mesmodurante o período de luto. 

“Sãomuitas questões emocionais, sociais, físicas e espirituais que envolvem essafamília e esse paciente em um momento tão delicado. Buscamos nas nossasconferências com as famílias dar ênfase na vida que ainda pode ser vivida, ondeo cuidado é focado no conforto, dignidade e bem-estar. É muito gratificante pranós, enquanto comissão representando o Azevedo Lima, receber essa família,ainda no momento de luto, retornando emocionada para agradecer todo oacolhimento e cuidado”, finaliza a vice-presidente da Comissão de CuidadosPaliativos do Azevedo Lima, Adriana Morais.

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte