Tags

Hospital Estadual Azevedo Lima: 75 anos de braços abertos à população

6 de agosto de 2020

Por Olenka lasevitch

As portas de entrada do Hospital Estadual Azevedo Lima estão sempre abertas. Por elas entra quem chegar, do jeito que vier e com a esperança que tiver!  Essa história começou no dia 4 de agosto de 1945, quando o Hospital foi inaugurado como sanatório para tratar doentes com tuberculose. Cerca de 30 anos depois tornou-se um hospital geral, com emergência, maternidade e portas permanentemente abertas.
Há seis anos, este gigante de oito andares vem sendo gerido pela Organização Social de Saúde Instituto Sócrates Guanaes (ISG). Segundo o médico Dr.André Guanaes, fundador e diretor-presidente do ISG, “neste hospital promovemos saúde com transparência, eficiência e humanização. As equipes são compostas por verdadeiros heróis e heroínas cuidando para levar a melhor saúde para a nossa população que precisa e merece”.
Em 75 anos de vida, são muitas as histórias, muitas as pessoas que passaram por aqui, muitos os acontecimentos e muitas as crianças que vieram ao mundo pelas mãos  dos nossos profissionais: cerca de 80 mil.
“Os parabéns vão para a equipe que trabalha aqui com comprometimento e alegria. Principalmente neste momento de Covid, em que todos estão se desdobrando para atender os pacientes, os familiares dos pacientes e a nós mesmos porque todos estamos fragilizados. Parabéns, Azevedo Lima”, comemora a diretora executiva da Unidade, Claudia Soares.
O Azevedo Lima dispõe da única unidade de Emergência de Niterói do tipo portas abertas, referência no atendimento a pacientes politraumatizado, além da única Maternidade com atendimento de alto risco em toda a Região Metropolitana II do Rio de Janeiro, com mais de dois milhões de habitantes e integrada por sete municípios. 
“Compomos um hospital com 75 anos e uma equipe totalmente motivada que tem o prazer de trabalhar todos os dias cumprindo sua missão. Sinto-me honrado de participar desse time junto com vocês”, garante o diretor técnico, Dr.Rogério Casemiro.
“Somos todos muito orgulhosos de vocês por esta grande luta em prol da vida. A todos os nossos aplausos pelo compromisso com a vida e a saúde. De onde o Azevedo Lima estiver, estará orgulhoso de cada um”, finaliza André Guanaes.
O Hospital Estadual Azevedo Lima leva o sobrenome do médico José Jerônimo de Azevedo Lima, que doou a área para sua construção. Azevedo Lima foi um dos principais nomes na luta contra a lepra e a tuberculose no Brasil. O médico morreu no ano de 1912, bem antes da inauguração do hospital.

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito