Tags

Novembro Roxo: Hospital Estadual Azevedo Lima organiza ações no mês da Prematuridade

18 de novembro de 2021

Por Olenka Lasevitch

No dia 17 de novembro, quando é lembrado mundialmente o Dia da Prematuridade, também conhecido como Novembro Roxo, a equipe da UTI Neonatal do Hospital Estadual Azevedo Lima organizou um café da tarde para pais e colaboradores, ornamentou o setor com bolas roxas e utilizou máscaras e roupas na cor roxa. Também foi eleita a bebê Lívia, nascida com 29 semanas de gestação, para representar o hospital na campanha organizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro sobre a prevenção à prematuridade. No dia 17, Lívia chegou ao seu primeiro quilo e pôde ir pela primeira vez ao colo da mamãe Lucimar e do papai Isequias no Programa Canguru, quando o bebê fica colado ao corpo dos pais em uma prática que oferece aconchego e estimula o desenvolvimento físico e neurológico.

É considerado prematuro o bebê que nasce com menos de 37 semanas de gestação. Entre outras complicações, estes bebês geralmente têm pulmões imaturos, dificuldade para regular a temperatura corporal e para se alimentar, além de pouco peso. Precisam de cuidados intensivos: medicamentos, incubadoras, suporte respiratório e em alguns casos até cirurgia.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), anualmente cerca de 15 milhões de bebês nascem prematuramente em todo o mundo. Destes, cerca de um milhão não conseguem sobreviver, o que torna a prematuridade uma das principais causa de morte na infância. Segundo a SES/RJ, 10,9% dos bebês que nasceram no estado do Rio em 2019 eram prematuros. Em 2020 este número subiu para 11,2%.

Além do Programa Canguru, o Azevedo Lima oferece Ofurô e Redeterapia aos bebês da UTI Neonatal. São práticas que, além do aconchego, promovem o desenvolvimento físico e emocional, criam o vínculo do bebê com os pais e estabilizam os batimentos cardíacos, entre outros.

 

Juntos sonhamos o mesmo sonho* 

“Hoje é o dia mundial da prematuridade! Dia criado para conscientização e prevenção da prematuridade. Prevenção sim! Porque muito precisa e pode ser feito para diminuir a sua incidência. Começa desde a infância e adolescência, quando se ensina a prevenção de gestação em adolescentes, evitar drogas, cigarro e bebidas alcóolicas…Indo para o pré-natal realizado adequadamente e intervindo em cada situação que precisa ser corrigida. No entanto, mesmo assim teremos os nossos pequeninos apressadinhos…

Aí devemos ter a maternidade segura, a UTI e a UI Neonatal, o suporte das equipes multidisciplinares, as psicólogas presentes. Tudo para facilitar esse período delicado dessa família.

São muitas idas e vindas, alegrias e choros, e a caminhada não é fácil. São os pais prematuros cheios de medo e angústia, assustados com as luzes, apitos e sondas. Sonhando com o peso de cada dia, a dieta, o respirador, o oxigênio, etc. E precisam todos os dias confiar o seu bem mais precioso a estranhos que de repente viram também da família. Porque juntos sonhamos o mesmo sonho de ver cada um desses pequenos gigantes irem para suas casas. Que seja esse dia sempre um marco de melhorias para ajudar esse início de vidas”.

* Homenagem da coordenadora médica da UTI Neonatal do Azevedo Lima – Dra. Cristine Delgado – a todos os bebês prematuros

  • Equipe da UTI Neo com máscaras roxas em homenagem ao Novembro Roxo

  • Pequena Lívia no Programa Canguru da UTI Neo com os pais Lucimar e Isequias

  • Corredor da UTI Neo ornamentado com bolas roxas pela mês da prematuridade

  • Berços da UTI Neo com as bolas roxas em homenagem aos bebês internados

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito