Tags

Profissionais do Azevedo Lima recebem avaliação máxima em trabalho sobre Higienização das Mãos

9 de setembro de 2020

Por Olenka Lasevitch

Uma equipe de profissionais do Azevedo Lima dos setores de Emergência, Reabilitação e Controle de Infecções desenvolveu um trabalho sobre Adesão à Prática de Higienização das Mãos, que foi apresentado a uma banca de especialistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O trabalho fez parte da conclusão do curso Qualidade e Segurança do Paciente, que incluiu profissionais de instituições públicas de saúde de diversos estados brasileiros. 
Segundo a coordenadora do setor de Reabilitação do Azevedo Lima, Adriana Morais, já existem diversas ações no Hospital para aumentar a conscientização dos profissionais em relação à prática adequada para higienização das mãos. “O que vamos fazer agora é inserir novas ideias e envolver mais a gestão, equipes e lideranças para ampliar a adesão ao protocolo, onde serão incluídos também os pacientes e familiares”, explica Adriana, que foi uma das participantes do curso. Para a infectologista Thais Vieira, coordenadora do Setor de Controle de Infecções Hospitalares do Azevedo Lima, o aprendizado na área impacta diretamente no trabalho de prevenção das infecções relacionadas à assistência à saúde. Segunda ela, a higienização das mãos é um procedimento simples, barato e fundamental para o controle das infecções. “O nosso grande objetivo é aumentar a adesão às práticas, sobretudo na Terapia Intensiva, e incluir o paciente e os familiares em todo o processo”.
A infectologista explica que a baixa adesão à prática de higienização das mãos (cerca de 40%) é uma questão mundial. “As pessoas acham que perdem tempo lavando as mãos ao realizar tarefas simples e corriqueiras, como ajustar a bomba infusora, a prótese ventilatória e manipular o paciente, mas na verdade é uma prática fundamental para aumentar a segurança de todos”. 
O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do grupo de profissionais do Azevedo Lima foi recebido com avaliação máxima pela banca de especialistas da Fiocruz. A partir de outubro o trabalho será implementado dentro do Hospital por meio de reuniões com a alta gestão es as lideranças, treinamentos, cursos, gincanas e parceria com outros setores como Comunicação e Higienização.
Adriana Morais (Reabilitação), Débora Ramos (Emergência), Thais Vieira e Flávia Garrido (SCIH) desenvolveram o trabalho que teve nota máxima pela Fiocruz

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte