Tags

Profissionais do Azevedo Lima recebem capacitação para atuar em uma UI Neonatal

19 de setembro de 2016

Técnicas de enfermagem de diversos setores do Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, receberam capacitação para trabalhar em uma Unidade Intermediária Neonatal. Um grupo de 15 profissionais que se prontificaram a receber o treinamento participaram de atividades práticas e teóricas na última quinta (15) e sexta-feira (16) na Maternidade. Parte delas será selecionada para atuar na UI que o hospital vai abrir para melhorar o atendimento aos recém-nascidos.
A Unidade Intermediária é um setor que normalmente abriga os bebês que requerem cuidados especiais, mas não necessariamente precisam ficar internados numa UTI. Eles podem tanto vir do alojamento comum, por apresentarem algum problema de saúde, quanto da própria unidade intensiva, quando já tiveram uma melhora. 
Segundo a coordenadora de Enfermagem da UTI Neo, Bruna Lemos, durante o curso, além de serem passados ensinamentos, foi observado o desempenho das técnicas nas diferentes atividades. Em algumas delas, um boneco serviu de modelo para as demonstrações. “É importante observarmos o quanto é despertada a habilidade para esse tipo de trabalho. Existem aspectos posturais, de forma de se manejar o bebê, no cuidado geral, enfim, um jeito diferenciado de atender que são necessários. Quem tiver o perfil ideal será selecionado”, explica Bruna.
A participação no curso foi totalmente espontânea e os ensinamentos serão úteis para as técnicas, mesmo que não sejam transferidas para a UI imediatamente. Uma nova capacitação já está sendo planejada para um outro grupo. “Aproveitar colaboradores do próprio hospital, capacitando-os, para que atuem em setor diferente é uma iniciativa ainda nova, mas que pode dar bons resultados daqui para frente. Percebemos que muitas pessoas têm o desejo de diversificar seus conhecimentos e sua experiência profissional. Por outro lado, para o Azevedo Lima é muito vantajoso aproveitar uma pessoa já testada dentro da unidade para uma função nova”, afirma a coordenadora de Ensino e Pesquisa do HEAL, dra. Verônica Alcoforado. 
A abertura da UI ainda não tem data definida, pois a seleção dos profissionais é etapa fundamental para que o novo setor funcione. As famílias atendidas pelo HEAL só terão a ganhar.

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte