Tags

Programa Jovens Aprendizes no HEAL é modelo para outras unidades

13 de setembro de 2016

A chegada dos Jovens Aprendizes ao Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, está servindo de modelo para a adoção do programa nas diferentes unidades geridas pelo Instituto Sócrates Guanaes (ISG). Tanto que, em breve, o Hospital Estadual Roberto Chabo (HERC), em Araruama, e o Hospital de Doenças Tropicais (HDT), de Goiânia, também receberão seus ‘jovens’. Doze profissionais em início de carreira já atuam em setores administrativos do Azevedo Lima. O grupo passou por um processo rigoroso de seleção. 
Gisela Motta, Diretora Geral do HEAL, incentiva o programa na unidade: “Queremos contribuir com a formação desses jovens e esperamos que essa experiência possa ajudá-los na escolha da carreira profissional. É uma oportunidade de gerarmos transformação social.  Por outro lado, nós também ganhamos ao recebermos aqui mentes jovens, criativas, cheias de energia e vontade de fazer acontecer”. 
Um dos principais objetivos a que o programa se propõe é dar boa formação técnica aos jovens. Por isso, evitar que esses profissionais acabem executando tarefas que fogem do foco de sua aprendizagem é uma das recomendações mais importantes dadas aos colaboradores que lidam diretamente com eles. A proposta tem sido seguida e os recém-contratados, em pouco tempo, já se entrosaram com as rotinas e procedimentos dos locais. Oito deles estão na Farmácia, dois em Patrimônio, um na Gestão de Pessoas e outro na Manutenção. 
“O bom andamento do programa no hospital prevê que a atenção na aprendizagem seja sempre mantida. Mas não são só noções técnicas que precisam ser passadas. O maior desafio é aproveitar esse momento na vida desses jovens para que eles tenham engajamento efetivo em princípios como responsabilidade, comprometimento e de preocupação com o resultado do seu trabalho”, afirmou a gerente de Pessoas do ISG, Alexandra Nascimento, responsável pelo programa em todas as unidades gerenciadas pelo instituto. 
Juliana Bonafe, de 20 anos, está feliz com a oportunidade de estar numa unidade de saúde, pois pretende se formar em Enfermagem. “Essa oportunidade de aprender vai me ajudar muito”, disse a jovem. Yago Gomes, de 19 anos, está atuando no Patrimônio e já aprova sua experiência. “Aqui é meu primeiro emprego. É uma oportunidade única para o currículo. Como sempre pedem experiência profissional para contratar, esse aprendizado é fundamental”, conta o jovem. 
A supervisão do programa no hospital está a cargo do setor de Gestão de Pessoas da unidade. “O hospital está cumprindo seu papel, contribuindo para a cidadania, ajudando na formação desses jovens. Por outro lado, esse diálogo com eles nos ajuda a rever a forma como nos comunicamos e os nossos processos. Espero que eles terminem essa etapa mais preparados como profissionais”, afirma o coordenador do setor, Hugo Quiroga.

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte