Tags

Théo, Lucas e Noah: trigêmeos no Hospital Estadual Azevedo Lima

5 de outubro de 2021

Por Olenka Lasevitch

“ O que sinto vai muito além do que posso imaginar… é maior do que eu, grande demais como nunca senti..” As palavras deste autor desconhecido traduzem o sentimento de Lucicleide Olivia da Silva, ou Cleide, como ela gosta de ser chamada. Aos 35 anos, Cleide deu à luz os trigêmeos Théo, Lucas e Noah na maternidade do Hospital Estadual Azevedo Lima. “É um monte de sentimento junto”, define Cleide, que é dona de casa e mãe de outros três filhos, dois dos quais gêmeos. Théo, Lucas e Noah vieram ao mundo pelas mãos dos profissionais do Azevedo Lima no dia 20 de setembro, quando a mãe estava com 34 semanas de gestação, medindo cerca de 45 cm e pesando cerca de 2,100 kg cada. O bebê Lucas, com menos peso do que os irmãos, precisou ir para a incubadora, mas todos passam bem. “Desde que soube da gravidez dos trigêmeos, tenho recebido apoio da família e amigos”, conta Cleide.

Segundo o obstetra Carlos Malvone, coordenador médico da Maternidade do Azevedo Lima, a probabilidade de uma gestação natural de trigêmeos acontecer é de 0,05%. Nos últimos cinco anos, entre cerca de 17.350 partos realizados no hospital, apenas quatro foram de trigêmeos. Destes, Théo, Lucas e Noah são os únicos do sexo masculino.

Os profissionais do Azevedo Lima desejam saúde e paz para estes e para todos os pequenos que nasceram por nossas mãos, sobretudo neste período de pandemia, renovando nossas esperanças por um mundo cada vez melhor!

  • Cleide com os trigêmeos após o nascimento

  • O pequenos Lucas passou alguns dias na incubadora para ganhar peso

  • Cleide com Théo e Noah no alojamento conjunto da Maternidade do Hospital Estadual Azevedo Lima

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte