Tags

Ações de conscientização reforçam medidas para a segurança do paciente

11 de maio de 2022

Por Mônica Bockor

Garantir a segurança do paciente e mitigar os possíveis riscos de infecção é uma preocupação constante das unidades administradas pelo ISG. Por isso as ações educativas são frequentemente realizadas, a fim de reforçar a conscientização das equipes. No Hospital Regional de Registro, duas campanhas recentes destacaram a importância da higienização das mãos e de evitar o uso de adornos no ambiente hospitalar.
Nos dias 4 e 5 de maio, o Serviço de Controle de Infecções do HRR aproveitou o Dia Mundial de Higiene das Mãos – comemorado em 5/05 – para chamar a atenção das equipes para a forma correta de higienizar as mãos. Usando uma caixa reveladora com luz negra, foi possível detectar se os colaboradores estavam realizando a técnica corretamente. “Com o uso de um produto com luminol, os participantes eram orientados a fazer a técnica de higienização das mãos preconizada pela Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária). Na caixa reveladora, conseguimos perceber as regiões das mãos que precisam de maior atenção durante a técnica”, explica a supervisora do SCIRAS do HRR, enfermeira Flávia Amaral.
O Hospital utilizou o tema da Organização Mundial da Saúde para 2022: “Unir pela Segurança. Limpe suas Mãos”. “A higienização das mãos é uma ação simples e efetiva na prevenção e no controle da infecção hospitalar. Também aproveitamos para reforçar junto aos profissionais os cinco momentos em que lavar as mãos é imprescindível”, afirma Flávia.
A ação foi realizada com apoio da Recommed, que emprestou a caixa reveladora e também ofereceu brindes aos participantes.

Adorno Zero
Outra campanha que movimentou o HRR foi a Operação Adorno Zero, realizada nos dias 10 e 11 de maio, numa parceria entre os setores de Gestão de Gente, Educação Permanente, SCIRAS e SESMT. Com o auxílio de manequins, a equipe explicou os riscos do uso indevido de acessórios ou adereços no ambiente hospitalar. Estudos apontam que os adornos usados nos setores assistenciais abrigam agentes patogênicos, aumentando os riscos de infecção e comprometendo a segurança do paciente. O uso de anéis, relógios e outras joias dificulta a higienização adequada das mãos e de superfícies corpóreas.
O HRR segue com rigor a Norma Regulamentadora nº 32 (NR 32). Ela determina que todo trabalhador da saúde, independentemente da sua função, deve evitar o uso de adornos no ambiente de trabalho. Durante a ação realizada no hospital, os colaboradores receberam um panfleto com orientações da NR 32 e um saquinho tipo zip lock para guardar eventuais adornos. Os manequins foram cedidos pela Loja K&K.

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito
Redimensionar fonte