Tags

Dezembro Laranja: Colaboradores do HRR recebem orientações sobre câncer de pele

27 de dezembro de 2019

Usar sempre o protetor solar e ficar atento a manchas que surgem no corpo: hábitos que todos devem seguir como prevenção ao câncer de pele, segundo o médico do HRR, Dr. Fabiano Ferrari. Em palestra pela manhã e à tarde na sexta-feira, 20/12, ele orientou colaboradores e terceirizados do Hospital sobre as medidas essenciais para evitar a doença. 
“Pessoas de pele clara, com muitas manchas e sardas pelo corpo, precisam ter cuidado redobrado pois têm mais risco de desenvolver o câncer de pele. A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal, o melanoma é o tipo mais agressivo”, explicou o Dr. Fabiano.
A lactarista Leonice teve melanoma e contou sua experiência aos colegas durante a palestra. “Uma pinta marrom surgiu na minha perna e achei até bonita, charmosa. Como estava aumentando, minha irmã me chamou a atenção e pediu que eu procurasse um dermatologista. Eles retiraram para biópsia e foi confirmado o melanoma. Como tirei logo no início, não precisei fazer radioterapia e nem quimioterapia. Mas fiquei em acompanhamento durante sete anos”, relatou. 
FATORES DE RISCO
– pessoas de pele clara, olhos claros, albinos ou sensíveis à ação dos raios solares;
– pessoas com história pessoal ou familiar de câncer de pele;
– pessoas com doenças cutâneas prévias;
– pessoas que trabalham sob exposição direta ao sol;
– exposição prolongada e repetida ao sol;
– exposição a câmeras de bronzeamento artificial.
PREVENÇÃO
– usar protetor solar, com fator mínimo de 30 Ftps, diariamente, inclusive se for se expor a mormaço;
– evitar ficar exposto ao sol entre dez horas da manhã e quatro da tarde. Se for necessário essa exposição, além do protetor, use chapéu e óculos escuros;
– mensalmente faça uma análise da sua pele, procurando conhece-la profundamente. Observe cada lugarzinho a fim de perceber qualquer alteração nova que antes não havia (ou que você não tinha notado). Ao menor sinal duvidoso, não deixe de pedir orientação médica.
A lactarista Leonice falou sobre sua experiência com melanoma

Compartilhar

Assine Nossa Newsletter

Receba as últimas novidades em seu e-mail

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições da nossa Política de Privacidade.

Aceito